Lisboa (Portugal)

Muita gente que vai à Lisboa acaba visitando a cidade às pressas. Sempre na correria, tem gente que não conhece quase nada do lugar, considerando a capital apenas como base de apoio logístico para outras localidades da região. Na ânsia de se conhecer tudo, e com tempo sempre limitado, acabamos esquecendo de aproveitar à fundo o que Lisboa pode nos oferecer. Acredito que essa maravilha mereça ser mais estudada e redescoberta. Três dias, obrigatoriamente sem carro, dedicados exclusivamente à cidade, certamente vão te proporcionar inesquecíveis lembranças.

Torre de Belém

Lisboa, assim como todo Portugal, é feita de gente trabalhadora, acolhedora, hospitaleira e amiga. Capital de um país pequeno, lindo, que fala nossa língua e oferece muitas facilidades aos turistas brasileiros. Os preços são atrativos (comparados à outros cantos da Europa), a comida é boa, as principais estradas são modernas e o lugar é lindo.  Lisboa tem suas peculiaridades e vantagens e nada deve  à qualquer outra capital da Europa. Se vai ficar apenas em Lisboa, use o transporte público, vale à pena. Carro é para quem quer conhecer outas localidades...

Torre de Belém


Torre de Belém


A Torre de Belém (1495 Medieval), à beira do Tejo, na freguesia de Belém, é um ícone da arquitetura do reinado de Manuel I. Originalmente um monumento de defesa da barra do Tejo. Hoje, em seus quatro pisos, mantem a Sala do Governador, a Sala dos Reis, a Sala de Audiências e a Capela com as suas lindas abóbadas. Classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 1983, foi eleita como uma das Sete Maravilhas de Portugal. Recebe mais 600 mil turistas ao ano. Pelo que vi, não há necessidade de comprar ingressos antecipados. Mas, se preferir, segue o link (ingressos).

Mosteiro dos Jerônimos

Mosteiro dos Jerônimos


Mosteiro dos Jerônimos



Mosteiro dos Jerônimos

Mosteiro dos Jerônimos



Mosteiro dos Jerônimos

O Mosteiro dos Jerônimos (Mosteiro de Santa Maria de Belém) é do século XVI.  Ícone da arquitetura lisboeta, é o mais notável conjunto monástico português e uma das principais igrejas-salão da Europa. A sua construção levou mais de 100 anos. Patrimônio de Portugal desde 1901 e Patrimônio da Unesco desde 1983. É também uma das sete maravilhas de Portugal (assim como a Torre de Belém). Recebe quase um milhão de turistas ao ano. Não precisa comprar ingressos de forma antecipada. Mas, caso prefira, segue link (ingressos).

Parque das Nações

Parque das Nações

Parque das Nações



Parque das Nações

Parque das Nações

A criação do Parque das Nações fez com que o território de Lisboa crescesse. Antes essa parte de terra pertencia ao território de Loures. O nome Parque das Nações foi a designação dada ao bairro surgido na antiga Zona de Intervenção da Exposição Mundial de 1998, assim como em todas as áreas que estiveram sob administração da Parque Expo, S.A. A área tornou-se um dos lugares mais modernos e seguros de Lisboa. Trata-se de um centro de atividades culturais, de um novo bairro da cidade, com várias instituições culturais e desportivas. Os principais pontos são: As abóbadas das plataformas da Gare do Oriente, o Pavilhão de Portugal, o Pavilhão do Conhecimento, o Teleférico, o Pavilhão Atlântico e a Torre Vasco da Gama (o edifício mais alto do país). 

Ponte 25 de Abril

Ponte 25 de Abril



Ponte 25 de Abril

A Ponte 25 de Abril (inicialmente Ponte Salazar), comparada à Golden Gate por sua coloração avermelhada, teve sua construção iniciada em 1962 e sua inauguração foi em 1966. Gastou-se, em valores corrigidos, algo em torno de EUR$ 10 milhões. Com pouco mais de 2 km de extensão, 190 metros no seu ponto mais alto e pista de rolamento com 70 metros acima do nível do Tejo, a ponte recebe pouco menos de 60 milhões de veículos ao ano (dados de 2005) e foi considerada com a ponte mais bonita do mundo em 2014. Importante ligação entre Lisboa, Almada e todo o Sul de Portugal, é a ponte rodo-ferroviária com o maior vão suspenso da Europa e a terceira no mundo. Tráfego diário 160 mil carros e 170 trens. Um importante documentário sobre a construção da Ponte 25 de Abril pode ser visto nesse link do youtube (vídeo).

Praça Marquês de Pombal

Praça Marquês de Pombal



Praça Marquês de Pombal

A Praça do Marquês de Pombal (veja mapa), do ano de 1934, também é conhecida por Rotunda do Marquês de Pombal. Talvez seja a mais importante rotatória de Lisboa. Fica entre a Avenida da Liberdade e o Parque Eduardo VII. No centro da praça está o grande monumento ao Marquês de Pombal. Debaixo da rotatória passa o túnel que liga a Avenida Fontes Pereira com a Rodovia A5 (direção Oeste). Inclusive, quando estivemos em Lisboa pela Primeira vez, ficamos hospedados no Hotel Fênix HF Lisboa, bem em frente a praça. Daqui partem também os ônibus de dois andares (hop on hop off) que são uma bela opção de passeio em Lisboa (linhas vermelha e azul). Com esses ônibus é possível conhcer toda a cidade e o ingresso vale por 48 horas. 

Elétricos de Lisboa

Elétricos de Lisboa



Elétricos de Lisboa

Bondes.... A Carris, empresa de transportes públicos de Lisboa tem 48 km de rede com uma frota de 58 veículos, sendo 40 históricos. Todos os trilhos estão ligados à estação de Santo Amaro. Nos anos 1950 a rede Carris tinha 145 km de vias e uma frota de 405 carros motorizados e 100 reboques. Manter a história viva e ativa é um excelente método de se preservar a cultura de um povo. Esses bondes me remetem aos meus tempos de criança, em Santos, SP, Brasil.


Forte Bom Sucesso

Forte Bom Sucesso



As vezes as pessoas nem percebem. Esse forte fica bem ao lado da Torre de Belém. Acho que menos de 200 metros. Muita gente nem vê e passa direto. Inaugurado em 1782 entre as praias do Bom Sucesso e Pedrouços (nem parece, mas esta parte da Torre de Belém, antigamente, era uma praia), na margem direita do rio Tejo, para complemento da linha defensiva de Belém. Desde 1994, as dependências do antigo forte passaram a integrar o Monumento Nacional aos Combatentes do Ultramar. Hoje é o museu "O Combatente Português". Vale uma breve visita.


O pão português (que saudades do meu tempo de infância)

Um caldo verde para os dias de frio


Uma tasca do porto.

Sardinhas na Brasa. Cheia de inimigos. Mas adoro. 

A sardinha assada se come em todo o país. Mas em Lisboa tem especial tradição nas festas dos Santos Populares, em junho (Se Deus quiser estarei por lá em 2017). Sobretudo no verão, é prato obrigatório em restaurantes típico de praia, com pimentões assados, temperada com o excelente azeite português. Mas e os doces? Doces? Nem vou colocar as fotos.... Muitas tentações doces só por si justificam a viagem, todas elas nos arredores da capital: as nozes de Cascais, as queijadas e travesseiros de Sintra, os fofos de Belas, as tortas de Azeitão, os pastéis de Belém, etc.

Este post está incompleto. 
Ainda falta muita coisa a descrever aqui. Em breve, na segunda metade de 2017, estarei postando novas atualizações. Aguardem. 

Como disso no início deste post, depois, só depois de redescobrir a verdadeira Lisboa, aventure-se. Alugue um carro e conheça os arredores. É muito vantajoso. A fácil liberdade de dirigir em estradas bem conservadas te coloca em busca de novas fronteiras próximas à Lisboa, como: Cascais (mapa 35 km), Estoril (mapa 30 km), Évora (mapa 135 km), Fátima (mapa 130 km), Sintra (mapa 30 km), Setúbal (mapa 50 km), Coimbra (mapa 200 km), Faro (mapa 270 km) e até mesmo Sevilha (mapa 440 km) . Aproveite. 

Dicas Importantes:
Beba água, use protetor e um calçado confortável (vai andar muito)
Cidade de Origem: Madrid
Cidade de Destino: Madeira
Meio de Transporte: Automóvel
Em Lisboa use o transporte público.
Acorde cedo e aproveite a cidade.
Durma tarde e aproveite a noite.
Temperatura: É quente (Apanhei muito com o calor - Maio).

Distâncias à se considerar:
Cascais (mapa 35 km), 
Estoril (mapa 30 km), 
Évora (mapa 135 km), 
Fátima (mapa 130 km), 
Sintra (mapa 30 km), 
Setúbal (mapa 50 km), 
Coimbra (mapa 200 km), 
Faro (mapa 270 km)
Sevilha (mapa 440 km)

Gráfico de Temperatura anual na Cidade:


Vídeo do youtube sobre a cidade


Mapa da cidade no Google



Espero ter ajudado.
Atualizado em Dezembro 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário