Sintra (Portugal)


Sintra, refúgio de reis no verão, um dos destinos mais importantes de Portugal esbanja uma beleza ímpar em suas ruas ingrimes. Poucas praias contrastam com o belo litoral rochoso na região de Colares e do Cabo da Roca. Patrimônio da UNESCO tem maravilhosos monumentos como o Palácio Nacional da Pena, a Fonte MouriscaPalácio de Monserrate e o Castelo dos Mouros

Lugar ideal para se comer bem (Cabrito Assado de Sintra e os famosos Travesseiros de Sintra ou Travesseiros da Periquita), visitar museus e monumentos, fazer algumas comprinhas e encarar as belas caminhadas (prepare-se para andar, pois na área dos castelos tem muitas subidas). Um excelente, diria, indispensável bate-e-volta partindo de Lisboa, cerca de 40 minutos de carro pela rodovia A4 (Mapa Rodoviário) ou 60 minutos de trem pela linha azambuja (Mapa Ferroviário). Vai ser um dia para ficar na memória.




Castelo dos Mouros: Registros indicam que a região era ocupada desde 300 AC por Gregos, Celtas e Túrdulos. A edificação co castelo é do século IX e já passou por diversos domínios, conquistas e reconquistas, principalmente após a Invasão Muçulmana da Península Ibérica (711 DC). Depois de tantas guerras, tomadas e retomadas, desde 1939, o monumento tornou-se atração turística. Percebe-se que o castelo está passando por uma restauração bem minuciosa. No dia em que lá estivemos, eram muitas as obras de restauração e conservação. Na verdade, no dia de nossa visita, tivemos muita sorte. Visitamos o Castelo em um dia ameno, claro e com pouco vento. 




Construído sobre um grande rochedo, do alto de suas torres, a vista alcança toda a região da Serra de Sintra e até mesmo o Atlântico. Uma visão singular, inesquecível. Um lugar magnífico. O castelo não é muito grande e a visita é até que bem rápida. Noventa minutos são mais do que suficientes para conhecer o Castelo. Vale à pena. Os pontos altos são: A Capela, As Muralhas, As Torres, As Cisternas, os bosques que tomaram conta da edificação e as dezenas de bandeirinhas tremulantes que enfeitam o local. Um belo passeio. Bom e Barato. Quem está no Castelo dos Mouros, tem uma vista privilegiada do Palácio Nacional da Pena. Vai Fotografar bastante. Informações Turísticas, Horários e Preços




Castelo de Pena, Palácio de Pena ou Palácio Nacional da PenaO indiscutível é que essa é uma das mais importantes obras do Romantismo Arquitetônico do século XIX na Europa. Tudo muito colorido e atraente. O monumento recebe cerca de 750 mil visitantes ao ano e está muito bem conservado. Vitrais, Porcelanas, Mosaicos, Lustres, Portas estão todos muito bem mantidos, organizados e limpos. 



Alegoria de Tritão


As principais atrações do Palácio são: A ponte Levadiça, A Alegoria de Tritão, O Chalé da Condessa e o Terraço da Rainha. O último rei que habitou o castelo foi Dom Manuel II de Portugal (1908-1910). Aproveite para fazer belas fotos. Quem está no Palácio Nacional da Pena, tem uma vista privilegiada do Castelo dos MourosInformações Turísticas, Horários e Preços



Antes de terminar a postagem: 
Temos um post especial para o Cabo da Roca em link separado.
Seguem adiante alguns detalhes do Local. 


Se tiver a oportunidade de visitar o Cabo da Roca, prefira a época entre Maio e Junho. Descobrirá um lugar magnífico. Um verdadeiro paraíso formado por um enorme tapete verde salpicado com flores de tons amarelados e, ao fundo, os diversos contrastes do azul que o Atlântico pode mostrar. A altitude, o vento, a beira do penhasco e a vista do alto das falésias são de tirar o fôlego. O Cabo da Roca está nos limites da cidade de  (Sintra), mais exatamente dentro do Parque Natural de Sintra e Cascais.

Vista do Atlântico do Alto da Falésia

O mar. Lindo, rochoso, azul e revolto

Aqui, conforme escreveu Luis de Camões em "Os Lusíadas", é o local “Onde a terra se acaba e o mar começa”. Toda a área do penhasco é bastante isolada do resto da cidade. Existem apenas algumas poucas edificações como: o próprio Farol do Cabo da Roca, a cruz, os marcos e uma pequena loja turística com presentinhos. O acesso de carro é muito fácil por boas estradas. Este é o ponto mais ocidental do continente europeu. Vale à pena a visita. 


Na própria edificação do farol você pode pegar todas as informações turística de Sintra e arredores, pois, na parte baixa do prédio, fica o Posto de Turismo do Cabo da Roca que abre todos os dias do ano das 09:00 às 19:30 hs. Maiores informações: pelos telefones +35 21 9280081 ou pelo e-mail dtur.roca@cm-sintra.pt

Cabo da Roca visto do Farol

Nos começo dos anos 90 assisti um programa de TV que era feiro pelo grande repórter Goulart de Andrade. No episódio da semana ele mostrava toda a beleza natural do lugar. Desde então, coloquei na cabeça que, um dia, eu visitaria este local. Visitar o Cabo da Roca foi uma realização pessoal. De quebra, todos os arredores desse lindo lugar. 

Falésias totalmente floridas em Junho.

O acesso de carro é hiper fácil por rodovias de qualidade. O Farol do Cabo da Roca fica há pouco mais de 20 km do centro de Sintra (mapa), 50km de Lisboa (mapa) e há cerca de 240 km de Coimbra (mapa). Mas, mesmo partindo de Coimbra, embora mais distante, vale à pena a viagem, uma vez que se chega através da rápida auto-estrada E-1, gastando pouco mais de duas horas. Sim. Certamente o local merece uma visita em seu roteiro de viagens à Portugal. 


Referências desta Postagem: 
Cabo da Roca
Cabrito Assado de Sintra
Carros onde Reservar
Castelo dos Mouros
Convento dos Capuchos
Dom Manuel II de Portugal 
Fonte Mourisca
Fotos Flickr Castelo dos Mouros
Fotos Flickr Palácio Nacional de Pena
Hotéis onde Reservar
Informações Turísticas, Horários e Preços
Invasão Muçulmana da Península Ibérica
Lisboa
Mapa Ferroviário
Mapa Rodoviário
Paisagem Cultural de Sintra (Patrimônio da UNESCO)
Palácio de Monserrate
Palácio Nacional da Pena
Palácio Nacional de Sintra
Passagens Aéreas onde Comprar
Passeios: com quem Fazer
Quinta da Regaleira
Romantismo Arquitetônico
Seguro Viagem
Sete Maravilhas de Portugal
Temperatura na Cidade, Melhor época para Viajar
Travesseiros de Sintra
Tritão
Túrdulos

Sintra vista de cima (Drone)

Mapa de Sintra

Espero ter ajudado.